Pesquisa

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Choques na cabeça melhoram desempenho em matemática

A revista Galileu publicou uma matéria sobre um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Oxford que comprova: pessoas com deficiência em matemática pode seu desempenho (em matemática) melhorado através de estímulos elétricos no cérebro, durante 6 meses.

Se espera, com  esta descoberta, ajudar 20% da população que tem uma dificuldade grave a moderada em matemática, como pessoas com discalculia, ou as que estão com dificuldades de manipular números por causa de um derrame.
Mas, não pense que se colocar o dedo na tomada, ou posicionar fios elétricos dentro do seu ouvido ou nariz você vai se tornar o maior matemático da história.
O estímulo é feito aplicando uma corrente elétrica muito fraquilha e constante, durante um determinado tempo, através de uma técnica não invasiva chamada estímulo transcraniano por corrente contínua (ETCC).

"Os pesquisadores aplicaram o ETCC especificamente na região do lobo parietal, uma parte do cérebro que é fundamental para a compreensão numérica. Os participantes do estudo tinham habilidades matemáticas normais, mas foram convidados a aprender uma série de números e símbolos artificiais que nunca tinham visto antes, enquanto eles recebiam o estímulo. Os pesquisadores então testaram a habilidade dos participantes para processar automaticamente a relação entre esses números artificiais para o outro e mapeá-los corretamente no espaço usando métodos padrão de teste para a competência numérica".

Com a aplicação do ETCC os participantes melhoraram a compreensão dos novos números.


Pro Teste - Mini MP3 Player Gratis
Agora que sabem que o tratamento pode melhorar a habilidade numérica de pessoas com habilidade matemática normal, os pesquisadores planejam testar a sua utilização em pacientes com severa deficiência numérica. Se funcionar, o projeto pode ter consequências importantes, disse Cohen Kadosh. Segundo o pesquisador, a descoberta pode ajudar pessoas que não conseguem fazer tarefas básicas com números, como entender os rótulos dos alimentos ou o cálculo do troco em uma compra. 


Para ler a matéria na íntegra clique aqui. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não postar comentários ofensivos e que contenham palavrões. Comente sobre o assunto da postagem que você leu.